Seja Bem Vindo

25.3.11

O Sol (do latim sol, solis[11]) é a estrela central do Sistema Solar. Todos os outros corpos do Sistema Solar, como planetas, planetas anões, asteroides, cometas e poeira, bem como todos os satélites associados a estes corpos, giram ao seu redor. Responsável por 99,86% da massa do Sistema Solar, o Sol possui uma massa 332 900 vezes maior que a da Terra, e um volume 1 300 000 vezes maior que o do nosso planeta.

A distância da Terra ao Sol é de cerca de 150 milhões de quilômetros, ou 1 unidade astronômica (UA). Na verdade, esta distância varia com o ano, de um mínimo de 147,1 milhões de quilômetros (0,9833 UA) no perélio (ou periélio) a um máximo de 152,1 milhões de quilômetros (1,017 UA) no afélio (em torno de 4 de julho).[13] A luz solar demora aproximadamente 8 minutos e 18 segundos para chegar à Terra. Energia do Sol na forma de luz solar é armazenada em glicose por organismos vivos através da fotossíntese, processo do qual, direta ou indiretamente, dependem todos os seres vivos que habitam nosso planeta. A energia do Sol também é responsável pelos fenômenos meteorológicos e o clima na Terra.

É composto primariamente de hidrogênio (74% de sua massa, ou 92% de seu volume) e hélio (24% da massa solar, 7% do volume solar), com traços de outros elementos, incluindo ferro, níquel, oxigênio, silício, enxofre, magnésio, néon, cálcio e crômio.

Possui a classe espectral de G2V: G2 indica que a estrela possui uma temperatura de superfície de aproximadamente 5 780 K, o que lhe confere uma cor branca (apesar de ser visto como amarelo no céu terrestre, o que se deve à dispersão dos raios na atmosfera); O V (5 em números romanos) na classe espectral indica que o Sol, como a maioria das estrelas, faz parte da sequência principal. Isto significa que o astro gera sua energia através da fusão de núcleos de hidrogênio para a formação de hélio. Existem mais de 100 milhões de estrelas da classe G2 na Via Láctea. Considerado anteriormente uma estrela pequena, acredita-se atualmente que o Sol seja mais brilhante do que 85% das estrelas da Via Láctea, sendo a maioria dessas anãs vermelhas. O espectro do Sol contém linhas espectrais de metais ionizados e neutros, bem como linhas de hidrogênio muito fracas.

A coroa solar expande-se continuamente no espaço, criando o vento solar, uma corrente de partículas carregadas que estende-se até a heliopausa, a cerca de 100 UA do Sol. A bolha no meio interestelar formada pelo vento solar, a heliosfera, é a maior estrutura contínua do Sistema Solar.

O Sol orbita em torno do centro da Via Láctea, atravessando no momento a Nuvem Interestelar Local de gás de alta temperatura, no interior do Braço de Órion da Via Láctea, entre os braços maiores Perseus e Sagitário. Das 50 estrelas mais próximas do Sistema Solar, num raio de até 17 anos-luz da Terra, o Sol é a quarta maior em massa. Diferentes valores de magnitude absoluta foram dados para o Sol, como, por exemplo, 4,85, e 4,81. O Sol orbita o centro da Via Láctea a uma distância de cerca de 24 a 26 mil anos-luz do centro galáctico, movendo-se geralmente na direção de Cygnus e completando uma órbita entre 225 a 250 milhões de anos (um ano galáctico). A estimativa mais recente e precisa da velocidade orbital do sol é da ordem de 251 km/s.

Visto que a Via Láctea move-se na direção da constelação Hidra, com uma velocidade de 550 km/s, a velocidade do Sol relativa à radiação cósmica de fundo é de 370 km/s, na direção da constelação Crater.



Dados observacionais:

Distância média
da Terra 1,496×1011 m
8,317 min (499 sec), na velocidade da luz
Magnitude aparente (V) −26,74
Magnitude absoluta 4,85
Classificação estelar G2V
Metalicidade Z = 0,0177
Diâmetro angular 31,6′ – 32,7′
Adjetivo solar

Características orbitais:
Distância média
do centro da Via Láctea ~2,5×1020 m
26 000 anos-luz
Período orbital galáctico (2,25–2,50) × 108 anos
Velocidade ~2,20×105 m/s
órbita em torno do centro da Galáxia
~2×104 m/s
relativo à velocidade média de outras estrelas na vizinhança estelar.

Características físicas:
Diâmetro médio 1,392×109 m
109 × Terra
Raio equatorial 6,955×108 m
109 × Terra
Circunferência equatorial 4,379 × 109 m
109 × Terra
Achatamento 9 × 10−6
Área de superfície 6,0877 × 1018 m2
11 990 Terra
Volume 6,0877 × 1018 km3
1 300 000 × Terra
Massa 1,9891 × 1030
332 900 × Terra
Densidade média 1,408 × 103 kg/m3
Densidade por região
Núcleo: 1,5 ×10 5 kg/m3
Base da fotosfera: 2×10−4 kg/m3
Base da cromosfera: 5×10−6 kg/m3

Coroa solar: 1×10−12 kg/m3

Gravidade na superfície equatorial 274,0 m/s2
27,4 g
28 × Terra
Velocidade de escape (da superfície) 617,7 km/s
55 × Terra
Temperatura da superfície (efetiva) 5 778 K
Temperatura da coroa solar ~5×106 K
Temperatura do núcleo ~15,7 × 106 K
Luminosidade (Lsol) 3,846 × 1026 W
~3,75×10 28 lm
~98 lm/W eficiência
Intensidade (Isol) 2,009 × 107 W·m−2·sr−1

Características de rotação
Obliquidade 7,25°
(para a eclíptica)
67,23°
(para o plano galático)
Ascensão reta
do pólo norte[9] 286,13°
19h 4min 30s}}
Declinação
do pólo norte +63,87°
63°52' N
Período de rotação sideral
(na latitude 16°) 25,38 dias
25d 9h 7min 13s
(no equador) 25,05 dias
(nos pólos) 34,3 dias
Velocidade de rotação
(no equador) 7,189×103 km/h
Composição fotosférica por massa
Hidrogênio 73,46%
Hélio 24,85%
Oxigênio 0,77%
Carbono 0,29%
Ferro 0,16%
Enxofre 0,12%
Néon 0,12%
Nitrogênio 0,09%
Silício 0,07%
Magnésio 0,05%



Copyright © As novas da Grande Arte | Powered by Blogger