Seja Bem Vindo

18.5.18

Imagem: Google

Estamos muito condicionados a utilizar os alimentos apenas para nos sustentar ou por prazer, mas é muito importante também lembrar que eles tem funções curativas de acordo com suas propriedades naturais.

O alimento para ser utilizado como medicamento é mais indicado ingeri-lo "in natura" e consumi-lo com o estômago vazio, assim acentua suas propriedades. Porém, incluí-los em nossas refeições do dia a dia também ativa seus benefícios.

Hoje vou falar de algumas opções de alimentos antitérmicos. Alimentos que sempre devemos ter em casa, principalmente se tivermos crianças.

Algumas frutas que baixam a temperatura do organismo são romã, laranja, caju, guaraná, limão, maçã, maracujá. Para infusão, folhas de oliveira ou de pitangueira também são usadas para este fim.

Os alimentos antitérmicos demoram bem mais para fazer efeito do que o medicamento alopático, então caso tenha uma febre alta, faça o procedimento necessário para baixar a febre, tomando um remédio recomendado por seu médico e banho quase frio ou frio. A hidroterapia também é uma ótima aliada neste momento, sendo um procedimento com rápido resultado.
(sempre molhar as extremidades do corpo antes de se molhar por inteiro)

Os alimentos fazem efeito no tempo do processo digestivo e de maneira lenta, já que o ideal é ter o hábito de consumir esse tipo de alimento, sendo importante ser ingeridos no momento em que o corpo está em estado febril... começando a esquentar.
Aqui você pode aplicar o banho e na sequência comer o alimento.

Uma outra dica bem bacana também, é que se você tem filhos que estão com os dentes nascendo ou na época de vacinas, já se programe para consumir esses alimentos nestes períodos.

É importante lembrar que a febre é uma defesa do organismo, alertando que algo está acontecendo. Então é importante depois de controlar a febre, verificar qual foi sua causa.

Binha Martins


10.5.18

Sem dar uma de Mulher Maravilha!

Você começa a estudar Tarô e conforme algumas pessoas ao seu redor vão ficando sabendo, vão te procurando para tirar apenas uma carta, que aparentemente parece inofensiva, tanto para você quanto para a pessoa. 

Você pode pensar que é uma boa oportunidade para treinar e como se trata de uma pessoa conhecida, fica mais "tranquilo" para interpretar as cartas, certo? Errado! E bem errado!

Quando percebe, a situação já alcançou uma proporção insustentável; para tudo que acontece na vida da pessoa ou para o que pode acontecer, ela quer uma carta... Pensa que para você fazer isso não é nada e por outro lado parece que ela só te procura para isso.

Depois desse comportamento será muito difícil fazer com que essa pessoa te veja como um(a) profissional... será difícil reverter a situação e passar a imagem de que seu trabalho é sério, afinal de contas, foi você que iniciou esse Círculo vicioso oracular. De qualquer maneira, se isso aconteceu, é um assunto que precisa solucionar, em primeiro lugar dentro de si e depois com as pessoas.

Uma outra coisa muito importante é que tirar apenas uma carta, traz uma informação, mas provavelmente incompleta, já que não se preparou adequadamente para fazer o jogo mais apropriado para o Consulente.
Há formas eficientes para treinar sem ter que passar por esse tipo de situação.

Se algumas pessoas só te procuram por isso, é um ponto muito positivo, pois escolheu se especializar em Tarô como uma ferramenta oracular e isso faz parte do trabalho... e se o momento e lugar for inadequado para fazer a leitura, fale isso para a pessoa, mesmo que tenha que dizer: "Estava errada em fazer a leitura em qualquer lugar, por isso não trabalho mais assim, mas fique tranquilo(a), tudo tem seu momento."

Ufa!!! O primeiro problema foi solucionado... mas e os próximos?
Como vou treinar?
Como passarei a valorizar o meu trabalho?

Essas são questões onde o(a) Tarólogo(a) precisa de orientações para avançar em seu trabalho e desenvolve-lo ainda mais.
Acredito que posso lhe ajudar.

Binha Martins


Clique na imagem para acessar o Espaço com Ciência

8.3.18

Houve um tempo, em que todas as mulheres eram sagradas. Em que eram vistas como Deusas, como senhoras de seu próprio destino.
Houve um tempo, em que o corpo era sagrado, em que o sexo era uma prece. Em que homens e mulheres respeitavam-se e reverenciavam-se.
Houve um tempo em que a mulher era feiticeira, faceira, tecelã, curandeira, parteira.

A mulher banhava-se na natureza, perfumava-se com jasmim. Andava de pés descalços, corria pela mata. Usava compridas saias, rodadas, coloridas, leves. Dançava para ela, dançava para a vida, dançava para seduzir, dançava para fertilizar.
Sua voz era como o canto da mais bela ave. Sua beleza era fascinante, encantadora. Era aos poetas a inspiração e aos músicos, canção. A mulher era rendeira, cozinheira, mãe, sagrada, admirada. De jóias e pedrarias era adornada e, da natureza, sua maquiagem retirava.
Onde está esta mulher?
Em que fase da história ou período ela perdeu-se?
Onde devemos procurá-la?
Na verdade, esta mulher-sagrada ainda existe. Está imersa em outras formas, em outras faces, em outros costumes. Mas se priva, se poda, se adapta, se escraviza... E não lembra do que já foi em sua totalidade.

Hoje esta mulher é empresária, médica, advogada, policial, recepcionista, dona-de-casa, política, enfermeira, escritora, estilista. Ela ainda está aqui, mas não lembra quem realmente é. Perdeu a memória. Esqueceu-se de sua sacralidade, de sua divindade.

Mulher!
Coloca tua saia rodada, penteia-se com o orvalho, tira o sapato dos pés.
Permita-se bailar com o vento, satisfazer seus desejos, impor sua vontade.
Permita-se amar, realizar, cantar.
Permita-se sentir bela, amada, desejada, sentir prazer.
Permita-se fazer aquilo pelo qual tua alma anseia.
Permita-se honrar a Deusa, ao Deus, à natureza.
Permita-se viver a tua vida, e ser a senhora absoluta do teu destino.

Mulher, dentro de ti há tantas outras, que tu ignora totalmente.
Será você fértil doce e maternal como Deméter?
Ou vingativa como as três Fúrias?
Quem sabe arrebatadora e feroz, como as Harpias.
Talvez seja feiticeira, sábia e misteriosa como Hécate.
Ou soberana e dotada de magia como Ísis, mãe dos egípcios.
Um tanto implacável, forte e destemida como Kali.
Encantadora e misteriosa como as Nereidas.
Quem sabe é curiosas como Pandora. Confiável e mensageira, como Íris.
Ou justa como Têmis. Talvez seja sensual, impulsiva e totalmente movida pela paixão, como Afrodite.
Ou seja, selvagem como Ártemis.
Pode ser que seja repleta de cores e amores como Eros. Ou então maléfica como Éris.
Mas... Possivelmente, sejas todas elas juntas!

Mulher, vem!
Resgata o teu papel, o teu feminino sagrado, tua ancestralidade.
Não tenha medo de seguir a luz, de se entregar ao Sol.
Muito menos de mergulhar nas trevas do submundo, das fogueiras, dos encantamentos.
Prove de todos os reinos e sabores, permita-se viver intensamente cada instante.
Siga seus instintos.
Seja simplesmente você.



Texto: Arquétipo feminino em resgate.
Autora: Pandora de Lys
Pesquisa: Luiz Nunes
Imagem: We Heart It

15.2.18



Lua nova, fotografada do espaço por telescópio da NASA.


Lua crescente/ou crescente côncava, fotografada do espaço por telescópio da NASA.


Lua em Quarto Crescente, fotografada do espaço por telescópio da NASA.


Lua crescente convexa/ ou crescente gibosa, fotografada do espaço por telescópio da NASA.


Lua cheia, fotografada do espaço por telescópio da NASA.


Lua minguante convexa/ ou minguante gibosa, fotografada do espaço por telescópio da NASA.


Lua em Quarto Minguante, fotografada do espaço por telescópio da NASA.


Lua minguante/ ou minguante côncava, fotografada do espaço por telescópio da NASA.






2.1.18

Em Março de 2018 iniciaremos uma nova turma de Formação Básica em Tarô com orientadora e terapeuta Binha Martins. Serão 8 aulas, todas as quartas-feiras, das 19h às 21h a partir do dia 07.03.2018 na cidade de Americana/SP (1h30min da cidade de São Paulo).


Este é um Curso com informações fundamentais para a pessoa que deseja ter o conhecimento e se iniciar na interpretações das cartas. Todos irão compreender cada Arcano isoladamente e também em conjunto nos jogos. Além desse processo de alfabetização, também será trabalhado a sensibilidade e a percepção para uma satisfatória interpretação.

O Curso tem como base o Tarô de Marselha e proporciona conhecimento para interpretar qualquer outro Tarô e até mesmo baralhos comuns.

Binha Martins atua desde 1.999 com o Tarô atendendo pessoas de todo o Brasil e do Exterior. Além de formar novos Tarólogos anualmente, Binha Martins faz questão de ter um legado de ótimos profissionais.


Temas abordados:
*Postura e Ética *História do Tarô *Arcanos Maiores *Arcanos Menores *Preparação para Consulta *Preparação da Mesa *Aplicação de 6 Jogos para leitura e interpretação *Técnica de leitura e interpretação das cartas

São 8 aulas de muita informação

Material necessário:
1 Tarô de Marselha
1 caderno
1 caneta ou lápis

Este Curso é direcionado:

*Para trabalhar o autoconhecimento *Pessoas que desejam se tornar Tarólogos *Pessoas que precisam ou desejam conhecer sobre arquétipos e/ou simbologia.

Não há necessidade de conhecimento anterior.
As inscrições estão abertas e as vagas são limitadas.

Se você chegou até aqui, este é seu momento e o Universo irá conspirar a seu favor.


Reserve sua participação pelos contatos: 

Telefone  19 3621 7619
Whatsapp 19 991 965 002
Email espacocomciencia@live.com

*Alunos que desejam fazer reciclagem tem 50% de desconto.

2.8.17

A saga Harry Potter é uma das mais famosas e bem sucedidas do mundo. Com diversos livros e filmes, o enredo foi criado por J.K Rowling. Mas disso todo mundo já sabe né?

Vamos ao que interessa, umas ilustrações de Harry Potter foram publicadas no Pottermore (site onde J.K. Rowling divulga digitalmente histórias de Harry Potter e do Mundo Mágico) porém ninguém tinha conhecimento de quem tinha sido o autor delas. Eis que o site The Rowling Library, que é dedicado à autora, descobriu que os desenhos se tratam de criações da própria criadora da saga.

As ilustrações são incríveis e mostra o que se passava na cabeça de J.K. Rowling enquanto criava esse universo. Olha só:













13.6.17




Um dos Santos mais populares por ter alcançado tantas graças em seu nome, principalmente em questões amorosas.

Padroeiro de mais de 80 municípios, ele merece nosso respeito.

Um costume que em minha opinião deva acabar é mergulhar o Santo Antonio num copo com água, deixando-o lá até que seu pedido aconteça... é um gesto ameaçador e nada tem a ver com devoção.

Aos devotos, hoje é dia de agradecer ou de fazer aquele pedido do coração para que seja abençoado por Ele.

Binha Martins













Copyright © As novas da Grande Arte | Powered by Blogger