Seja Bem Vindo

27.5.11


Os nossos jardins são cheios de histórias e a história das flores é uma parte da história da humanidade. Desde o início da humanidade, as flores têm servido como inspiração de poetas e pintores. Pensamentos belos foram expressos através das flores e muitas mensagens correram o mundo acompanhadas por uma flor. Nem só o amor e a alegria eram representados pelos arranjos florais, a prevaricação, a indiferença, a frieza, a repulsa e a recusa, o desprezo e o insulto também eram expressos por uma flor cuidadosamente escolhida. O gosto pelas flores atravessou séculos de culturas e hoje o seu uso é muito popular em datas como o dia dos namorados, aniversários e comemorações. As flores têm diferentes significados e, portanto, devem ser adequadamente escolhidas para as diferentes situações.



Origem das Rosas

O nome vem do latim rosa e do grego rhodon. As rosas estão entre as flores mais antigas a serem cultivadas. A primeira parece ter crescido nos jardins asiáticos há 5000 anos. Na sua forma selvagem a flor é ainda mais antiga; fósseis dessas rosas datam de há 35 milhões de anos.

Muitas variedades de rosas foram perdidas durante a queda do império romano e a invasão muçulmana da Europa. Após a conquista da Pérsia no século sete, os muçulmanos desenvolveram o gosto pelas rosas, e à medida que seu império se estendia da Índia à Espanha muitas variedades de rosas foram novamente introduzidas na Europa.

Durante a Idade Média, as rosas eram muito cultivadas nos mosteiros. Era regra que pelo menos um monge fosse especialista em botânica e estivesse familiarizado com as virtudes medicinais da rosa e de flores em geral. Hoje, as rosas, principalmente as vermelhas , são o símbolo do amor e da paixão. Não há quem resista a uma dúzia de rosas vermelhas. Shakespeare, em Romeu e Julieta, com uma única frase definiu bem aquilo que sentimos por esta flor: "Aquilo que chamamos rosa, com outro nome seria igualmente doce".





Contatos para Cursos de Aromaterapia
11 96443.7856 / 19 99196.5002
espacocomciencia@live.com

Outras informações:



Copyright © As novas da Grande Arte | Powered by Blogger