Seja Bem Vindo

2.12.13


O que pedras gigantes, agrupadas em forma circular, poderiam estar fazendo juntas numa região a 137 quilômetros de Londres?  É isso o que muita gente quer entender para desvendar os mistérios das ruínas de Stonehenge, um monumento que começou a ser erguido por volta do ano 3 mil antes de Cristo, por homens pré-históricos.

Alguns pesquisadores acreditam que o lugar era um tipo de observatório, para ver a posição do Sol, da Lua e dos planetas. Outros dizem que era um templo religioso. E há quem acredite que as duas explicações estão certas! Isso porque a construção de Stonehenge aconteceu em várias etapas, com quase 2 mil anos de distância entre o início e o fim, e sua função pode ter mudado com o passar do tempo.

O que os pesquisadores sabem pra valer sobre Stonehenge são alguns detalhes de como essa obra foi erguida.

O trabalho não foi fácil, pois as pedras da construção pesam entre 5 e 50 toneladas e algumas viajaram quase 400 quilômetros até o local da obra. Parte do trajeto era feito pelo mar e por rios, usando canoas onde as rochas eram amarradas para não tombarem. Depois, o caminho era concluído com a ajuda de trenós, puxados por muitos homens. Na hora de colocar as pedras na posição certa, os trabalhadores cavavam um buraco no chão e erguiam as rochas usando alavancas imensas, cordas e plataformas de madeira, de vários andares. Que trabalhão!



Dica: Binha Martins





Texto: Maria Carolina Cristianini


Imagem: google


Copyright © As novas da Grande Arte | Powered by Blogger