Seja Bem Vindo

22.5.14


O Tarô passa por seus ciclos assim como tudo.

Na minha adolescência frequentei muitas Tarólogas e naquela época eu lidava com a situação de forma  respeitosa. Não era uma profissão comum e muitas vezes tinha que me deslocar para distantes locais para ter meu atendimento. Uma época que a indicação para uma consulta de Tarô era muito importante.

Depois foi se popularizando e desse período nasceram ótimos e péssimos profissionais.
Os ótimos profissionais se integraram nesse saber e passaram a expandi-lo com um direcionamento voltado ao autoconhecimento... poucas pessoas compreendiam para que servia essa tal autoconhecimento como se já se conhecessem por completo e junto com essa nova tendência postes estavam cheios de cartazes com promessas duvidosas com soluções levianas associados ao Tarô.

Por um breve período os cartazes cessaram e agora voltaram com tudo com seus dizeres que envergonham quem trabalha seriamente com o Tarô.

Pensando em o que fazer efetivamente para melhorar nossa classe de profissionais, eis aqui uma sugestão:
Se você conhece um Tarólogo que tem um trabalho de confiança, indique-o.


Vamos fortificando nosso Círculo!
Binha Martins



imagem: divulgação

Copyright © As novas da Grande Arte | Powered by Blogger